COMPARTILHAR A RAIA! Deveríamos aprender desde cedo…

Boas…

Mais uma vez, se quiser ler pra depois se encaminhar pro “SPLASH” fique a vontade.

Quem nunca teve de dividir raia, me desculpa mas seu dia a dia de natação me parece um pouco monótono; mas para que o compartilhamento não se transforme em um pesadelo, vale a pena seguir algumas dicas básicas.

Compartilhar, dividir e usufruir em conjunto uma raia pode-se considerar uma verdadeira”arte“!
Muitos sabem, mas outros continuam teimando em desafiar a principal lei de NEWTON que diz: “DOIS CORPOS NÃO PODEM OCUPAR O MESMO LUGAR AO MESMO TEMPO NO ESPAÇO“.

Se existem dois na raia, seja gentil e pergunte qual lado a Pessoa prefere ocupar e no “prepara vai” seguinte, mantenha-se no lado OPOSTO ao escolhido pela outra pessoa.
Caso existam mais de dois, siga a regra básica de segurança efetuando o “rodízio” mantendo o seu “corpinho” próximo a raia; lembrando que na maioria dos Países se mantem o lado DIREITO na ida e na volta próximo a raia, caso vá para Países da Comunidade Britânica, lembre-se de fazer o OPOSTO. Mantenha na ida e na volta o seu lado ESQUERDO próximo a raia.

Ao colocar em pratica esta simples conduta, estaremos livres de ter o nariz ou dente quebrado, um corte no supercilio ou lábio e o mais importante: A HARMONIA ENTRE OS OCUPANTES.

Saída “de cima”; seja ela de um bloco de partida ou simplesmente da própria borda.
Tenha a CERTEZA ABSOLUTA 1o da “PROFUNDIDADE” para não ter que efetuar uma Classificação Funcional Paralímpica, ou para não provocar um sério acidente envolvendo outro nadador. Brincadeiras a parte, neste seríssimo caso tive um Atleta que quase encerrou a sua participação em um campeonato, quando outro desatento saltou para um tiro de velocidade na raia que era destinada para ritmo.

Para que Vocês possam entender, as raia destinadas para ritmo são as que os nadadores apenas saem “de baixo” para controle de passagens em provas de 200m e acima. Nas raias de velocidade, são feitas as saídas do bloco, e sempre em um sentido único para se evitar o choque no meio da piscina.

Depois do “rodízio” e do mergulho, vamos ao ritmo dos ocupantes … Tenho uma regra muito básica para continuarmos amigos: NÃO TENHA VERGONHA!!!!!!! Pergunte, ou comunique a sua capacidade.
Você não precisa dizer: Tenho a velocidade do PHELPS, até porque Você vai virar motivo de “chacota”, mas delicadamente pode perguntar qual a frequência que a pessoa nada.

1 2 3 4 5 6 7x por semana. Este é um indicador da sua resistência, ou uma série básica como 10x50m Cr saindo a cada X segundos, que neste caso lhe dará uma noção da velocidade que a pessoa nada.

Casos “omissos” serão percebidos rapidamente…

Quando Você é “atropelado” na raia, repense se ali realmente é o seu lugar. Se não for, mude para outra raia evitando qualquer dissabor no futuro. No caso oposto, quando Você atropela alguém, pare e verifique se existe outra raia onde a média é mais rápida e mude.
Prefiro agir desta maneira do que solicitar que a outra pessoa o faça, principalmente se eu entrei depois na raia.

Ficar “passando manteiga” na sola do pé do outro é extremamente deselegante e literalmente “enche o saco”…

VÁCUO … Na Física é denominado de “REGIÃO ESPACIAL DESPROVIDA DE MATÉRIA“, na Natação significa: “SUJEITO EXTREMAMENTE FOLGADO QUE ESTA SE APROVEITANDO DA SUA ENERGIA“…
Nesta condição, o “Deselegante” sujeito que vem atras, geralmente fica 99% salvando energia pra te dar aquele “tchauzinho” no final.
Pior que o “tchauzinho”, é a cara de satisfação do “MÃE DA FACA” quando Você chega exaurido; pra completar ainda tem a observação: “Nossa me senti muito bem no final e resolvi te passar…”
“POW! CRASH! BÁM! KIDUSH! SCABUSH!” e mais alguns outros sons advindos do seriado do Batman na década de 80…

TRABALHO DE PERNA…
Geralmente neste item o problema esta na posição da cabeça…
Quando a boca permanece o tempo inteiro fora d’H2O, geralmente a tendencia de um “papinho” chega bem próximo de 20% e o pior ainda é quando os “delinquentes” resolvem ficar lado a lado, ai a chance de resgatarmos a sonoplastia do seriado acima mencionado chega a beirar 100%…

Trabalhe a sua perna mantendo a harmonia da raia, evite o “PAPO”, principalmente se for “FURADO”!

DIVIDIR NÃO SÓ A RAIA…
Este item é FUNDAMENTAL!
Se por algum motivo, Você esqueceu o seu “DRINK” mágico e esta pior que o “Beduíno” perdido no deserto, antes de se apoderar da bebida alheia PEÇA O GOLE MILAGROSO, e se for concedido, evite colocar a boca na garrafinha desta “Alma caridosa”…

Não existe nada pior que terminar uma série ou um treino sonhando com uma bela “golada” no seu drink e perceber que alguém literalmente “mamou” tudo antes…
Caso Você seja pego com a “boca na botija”, lembre-se: AS CHANCES DE UM “POW! CRASH! BÁM! KIDUSH! SCABUSH!” acontecer sobe rapidamente para 300%…

Mas pra encerrar, não existe nada pior que o que vou relatar neste momento…

Compartilhar a raia com o IRMÃO ou IRMÃ. Neste caso não tem o complemento: AHHHH MAS DEPENDE DO IRMÃO/IRMÃ!!!!
PARA TUDO!!!!!!
As chances de “POW! CRASH! BÁM! KIDUSH! SCABUSH!” neste caso sobem facilmente para 400%…

Uma vez dividi a raia com um dos meus Irmãos. Neste fatídico dia ele provavelmente havia comido algo que não lhe caiu bem…
Durante uma série onde os tiros deveriam ser feitos a 100%, e os intervalos eram bem longos proporcionando uma boa recuperação para fazer o próximo, fui obrigado a aguentar algumas “arrotadas” do meu Irmão…
CALMA!!!!!
De forma alguma o problema era o barulho; o problema era a “assoprada” que ele dava em direção ao meu rosto…

O fim da historia, foi ter o nosso Treinador separando nós dois depois que agarrei meu Irmão e lhe dei um “caldinho”…
SIM!!!!!
Ele pulou de roupa e tudo para evitar que meu Irmão ficasse da coloração dos “SMURFS”…

Bem depois dessa a dica é: SE COMER ALGO INDIGESTO, PROCURE ARROTAR EM BAIXO D’H2O

Bora COMPARTILHAR a raia e se divertir em mais um dia de treino…

Um forte e molhado abraço,
Indiani

Alexandre Indiani
#ENCONTRO NACIONAL de TÉCNICOS
#MORMAII NATAÇAO e WETSUIT
Skype a.s.indiani / USA +1 904-525 0644

Clique e veja os produtos Mormaii Natação