Nadando na chuva!

Nadando na chuva! Por Samir Barel

Olá Pessoal, tudo bem?

O inverno está pegando agora e uma situação muito comum para quem pratica maratona aquática é realizar provas – ou mesmo treinos – com chuva. É muito importante saber lidar com o mal tempo, até por questões de segurança, uma vez que que a chuva interfere muito na visibilidade do nadador.

Em primeiro lugar, se estiver muita neblina ou chuva, provavelmente a organização da prova não deverá largar pois a segurança do atleta é prioridade. Caso esteja com baixa visibilidade normal e condições de nado, o ideal nestes dias é utilizar óculos transparente ou no máximo um fume para facilitar a visualização.

Com a baixa visibilidade será fundamental analisar o maior número de pontos de referência antes da largada. Converse com seu técnico e pegue a instruções, confie nele!! Entre na água, visualize as bóias e análise também embarcações da organização e pontos para sua saída da prova caso não se sinta seguro para continuar.

É fundamental estar com a navegação (respiração frontal) muito bem treinada. Sem isso o nadador corre o risco de desalinhar facilmente o nado dando mais arrasto e consequentemente aumentando o cansaço durante a prova. Aconselho não passar de 4 braçadas a cada navegação mantendo uma boa visualização dos pontos de referência.

Mas o principal conselho que posso dar nesse tipo de situação é: Se não sentir-se seguro não nade!!! Sua concentração na prova não será a mesma e você pode se colocar em uma situação de risco.

Mas lembre-se de avisar a organização imediatamente após sua saída da prova para que tenham controle de todos os participantes e não seja acionada a equipe de resgate desnecessariamente!! Segurança é um assunto muito sério, não podemos dar brecha!!