O que os treinadores esperam dos atletas

Boas…

Antes do treino de hoje vale a reflexão sobre o tema, mas lembre-se de que depois é H2O+CL pra alegrar o dia.

Como Treinador afirmo que as expectativas variam muito, e de acordo com as faixas etárias.
O plano é poder traçar um programa de treinamento para que os objetivos de Vocês Atletas ou Nadadores sejam atingidos.

Vale muito frisar que estes OBJETIVOS, são e devem ser de Vocês … Nós Professores, Treinadores e Instrutores somos “apenas” a ferramenta para levar cada um a conquista deste objetivo individual e particular.

Costumo dizer que com os “miúdos” (10 a 13 anos) a didática é baseada na formação, aprendizagem e direcionamento para que os mesmos possam além de entenderem como funciona um “treino”, uma competição/festival, os deveres e obrigações do dia a dia para que eles possam melhorar no Esporte, e depois levar o aprendizado para o suas vidas.

Ao ficarem mais velhos, digo que a minha expectativa passa a ser direcionada para o uso das “ferramentas” adequadas nos mais variados momentos do seu dia a dia … Nesta fase, podemos comparar aos primeiros passos antes de aprendemos a de fato andar; tem vezes que vamos rápido e sem controle, em outras vamos quase que em “slow motion” desviando dos obstáculos pelo caminho, mas entre “tombos”, escorregões e “capotadas” vamos buscando novas ou diferentes ferramentas que nos levarão ao objetivo final (ANDAR).

Quando começamos a falar sobre os Masters, gosto muito de entrevistar esta pessoa para claramente entender os objetivos, e também entender melhor sobre seu histórico e JUNTOS seguirmos para algum ajuste.
Estes ajustes podem ser de data para atingir o objetivo, estratégia, programa, e finalmente para que ambos se sintam confortáveis o suficiente para seguirmos juntos ou com a total liberdade de abrir caminho para a procura de outro profissional.

(que continuo a insistir) que são de Vocês, e são apresentados por Vocês para os Profissionais e na sequencia poderá ou não sofrer ajustes para que os mesmos possam ser atingidos em um determinado prazo. Este prazo tem ligação direta com o histórico do individuo, sua experiencia na modalidade e a sua disponibilidade para seguir o programa.

No dia a dia o ponto “chave” para uma caminhada/nadada prazeirosa e sem sustos será baseado no nível de comprometimento de ambas as partes.
O comprometimento deve ser o item de convergência do programa, e nunca o de divergência … Ambos tem que querer IGUAL, a intensidade não importa mas sim o volume do comprometimento devem estar em equilíbrio; 50/50, 40/60, 60/40 são os mais ideais; ao fugir disso, na minha humilde opinião começa a ficar difícil de se fazer qualquer coisa.

Eu querer muito mais que Você, ou o contrario, são pontos do gráfico que começam a gerar desagrado de ambos os lados … Pode-se dizer que a receita para uma desavença esta na panela prestes a ser servida.

O Objetivo é e sempre será o NORTE da nossa bússola, e nada impede que ele seja ajustado, modificado ou até mesmo postergado.

Nos dias de hoje ter a possibilidade de ajustar, adiar, ou até mesmo modificar, demonstra maturidade profissional e pessoal dos dois lados.

Quando Eu assumo trabalhar em um programa, é porque estou ciente dos meus deveres, mas principalmente me sentindo confortável para entregar um “produto” a altura do “cliente”, seja ele físico (um Individuo) ou jurídico (uma Entidade). Caso não me sinta capaz ou a vontade o suficiente para entregar este “produto”, de bate pronto prefiro recusar o “cliente”.

Prefiro continuar a amizade e seguir a vida, do que perder a amizade e frustrar um “cliente/amigo”!

Como Treinador, além do dia a dia na piscina, literalmente “ADORO” planejar, discutir e colocar em pratica um novo programa de treinamento. Levar uma Pessoa a conquista de um objetivo é mágico, é sensacional, e acima de tudo gratificante.

Tenha um OBJETIVO trabalhado, ajustado e desenvolvido de acordo com o seu histórico, mas o principal de tudo é ter junto de Você um(a) parceiro(a) que supra as suas necessidades e esteja disposto(a) a enfrentar o dia a dia na alegria ou na frustração, na conquista e no fracasso, na saúde e na doença.

Poxa Indiani, isso é casamento e não treinamento!!!!!!

Sim, e como nos casamentos que realmente dão certo a cumplicidade e dedicação equilibram e sustentam todas as turbulências.

Este breve relato esta ligado ao que acredito e penso ser fundamental e saudável para que as relações entre Treinadores e Nadadores/Atletas tragam prazer, motivação e longevidade!

Desejo sempre ótimos e motivados treinos para Vocês!
Um forte e molhado abraço além do “tchibum” de logo menos,
Indiani

Alexandre Indiani
#ENCONTRO NACIONAL de TÉCNICOS
#MORMAII NATAÇAO e WETSUIT
Skype a.s.indiani / USA +1 904-525 0644