Quero aprender a nadar, tem como?!

Boas…

Se Você já sabe nadar pode ir direto pra H2O e depois volta pra ler, se ainda não sabe pode ler e se preparar.

Por muitos anos se criou um certo tabu sobre qual a melhor idade para se aprender a nadar. Eu diria que a resposta é: Entre ZERO e o Ante-Penúltimo “sopro”, tudo é possível.

Vários fatores que não tem relação nenhuma com a idade estão envolvidos, e pode-se dizer que vão facilitar ou não o seu processo de aprendizagem.
Se Você não se sente confortável, ou teve uma experiencia ruim/traumática anteriormente pode ser que leve um pouco mais de tempo mas isso jamais será um motivo ou razão de não aprender a nadar.
Alguma limitação física e lesões recorrentes também podem dificultar um pouco o aprendizado, mas eu particularmente não acredito que seja um fator limitante.

Ultimamente tenho refletido bastante sobre o aprendizado da Natação, e entre um devaneio e outro, passei a pensar que estamos pulando ou não estamos dando a devida atenção em um dos itens na sequencia do aprendizado.

Se fala muito em ADAPTAÇÃO ao meio líquido, e no aprendizado dos quatro nados.
Na minha humilde opinião por muito tempo ignorou-se ou não se deu a devida atenção ao processo de DESLOCAMENTO no meio liquido.

Mas Indiani, se eu nado eu me desloco!
Concordo discordando…

Para que possamos nadar com maior eficiência, deveríamos aprender e entender como utilizar nossas mãos, braços, pés, pernas e de uma forma geral nosso corpo inteiro em exercícios simples de flutuação e movimentação na água. Antes de pensar em braçada, pernada, virada e saída, é necessário entender sobre princípios menos sofisticados/elaborados tais como alavancas e posições dos membros no meio líquido.

Quem aqui sabe fazer um “bom” PALMATEIO?!
Para quem não sabe o que é um palmateio, pense no momento em que você esta em uma piscina onde a profundidade é maior que a sua altura, e você tem que flutuar movimentando de forma sincronizada apenas as suas mãos, ou deslocar–se para frente utilizando apenas as mãos sem realizar uma “braçada” propriamente dita, isso é um palmateio.
Suas mãos irão efetuar o movimento em “8” como o “bater” de asas de uma abelha (click no LINK – MOVIMENTO DAS ASAS EM ULTRA SLOW MOTION).
Existem pelomenos 10 maneiras diferentes de se fazer palmateios, e outras várias de se movimentar, consulte um Professor sobre este interessante exercício.

Hoje, na maioria dos casos(eu diria perto de 95%) os Professores ensinam primeiro os 4 nados e depois passam para os exercícios de deslocamento tais como o palmateio.

Voltando ao aprendizado, vale lembrar que outra peça fundamental neste processo chama-se PROFESSOR.

Esta valiosa peça deve estar comprometida e em boa sintonia com a pessoa que esta com o objetivo e propósito de aprender a nadar.

Neste exato momento entro em um assunto muito delicado, e de forma alguma vou generalizar ou desmerecer a nossa “classe”.
Antes de trabalhar com Natação competitiva tive o imenso prazer como Professor de Natação de vivenciar, ensinar e me emocionar com crianças, jovens e adultos com os quais estive envolvido durante o processo da aprendizagem…

Posso dizer que me senti como um Pai que entrega o tão sonhado presente para o seu filho. A alegria de poder participar de uma conquista desta magnitude é impagável.

Por essas e outras que sempre digo aos “novos” profissionais que estão chegando: – Antes de pensar em pegar um cronômetro, vá ensinar pessoas a nadar. Somente passando por este processo é que Você também vai poder evoluir e entender um pouco mais sobre como um corpo “descoordenado” e incapaz de flutuar pode passar para o nível de deslocamento e posteriormente de “nado” de forma eficiente e harmônica…

Se Você não sabe nadar(ainda), sempre é e será tempo para iniciar este processo.

Idade ideal?!?!
É a idade em que o interesse pelo “processo” te pegar.

Por questões de segurança também acredito que saber nadar é fundamental, e que o meio-líquido é simplesmente fascinante.

Mas Indiani, quanto mais cedo mais fácil e melhor é não acha?!?!?!
Volto a dizer que a diferença entre aprender na infância e na fase adulta pode estar mais ligado ao nível de informação e a forma que você irá passar essas informações do que propriamente o fator idade.
Resumindo: Quanto mais cedo se aprender, mais seguro você estará ao entrar em contato com a água. Depois de aprender a nadar, jamais ignore as regras de segurança para que não passe por situações desagradáveis arriscando a sua vida ou a do próximo…

Se tiver alguma dúvida ou pergunta entre em contato que terei imenso prazer em esclarecer!

Pra finalizar, lembre-se de que o processo de aprendizado também tem ligação direta com a sua vontade, a sua disposição e a sua persistência.
Depois dessa chega de esperar e venha o quanto antes para este fascinante ambiente chamado de MEIO LÍQUIDO!

Um forte e molhado abraço,
Indiani

Alexandre Indiani
#ENCONTRO NACIONAL de TÉCNICOS
#MORMAII NATAÇAO e WETSUIT
Skype a.s.indiani / USA +1 904-525 0644