PALMARES e OMBROS … Melhores Amigos ou Inimigos mortais?!

Bom dia…

Hoje vamos falar um pouco sobre o que parece nunca se ter chegado em um consenso: PALMARES e os nossos OMBROS. Muitos já sentem dores só de pensar, e outros entram em êxtase… O que dizer sobre este material presente em 11 de cada 10 mochilas de material?!

Pra começar vou dar um breve relato sobre um Treinador com quem tive o prazer de treinar por alguns anos, lá vai:

-“Bob” estou com dor no ombro, o que faço?!
– Pode colocar o palmar grande e pegar o flutuador!
– Mas Bob estou com dor no ombro esquerdo!!!!
– Pois é… pode colocar o material e fazer braço de crawl até acabar o treino, assim Você fortalece os ombros e nunca mais vai ter dores!

Faltavam apenas uns 6 mil pra terminar e lá foi o “pobre” garoto fazer “uns par de mil” metros de braço de crawl…
Depois dessa ele nunca mais reclamou de dor no ombro nem do esquerdo e nem do direito, e não foi por que ele parou de nadar mas sim por tentar dar o velho “MIGUÉ” no treino.

Voltando aos palmares…

Como Treinador gosto do material mas tenho as minhas colocações sobre o uso, intensidade, vezes na semana, distancias e séries; como Atleta sempre gostei muuuuuuuuuito dos “danados” palmares…

Vamos ao Indiani como Treinador:
Hoje sabemos que existem pelo menos uns “enta” modelos, tamanhos e utilidades diferentes para os palmares.

Para educativos, para palmateio, para séries longas (aeróbias), para trabalhar séries de velocidade, para crianças (11 anos no mínimo), jovens e adultos enfim, para o gosto de toda freguesia.

A grande questão na minha opinião não é sobre os modelos mas sim sobre os tamanhos e outros pontos realmente relacionados sobre o seu uso no dia a dia. Vamos falar mais dos praticantes diários, dos Masters, dos Alunos, Você e Eu.

Quando ouvimos relatos sobre pessoas que machucaram seus ombros utilizando palmares, minha primeira dúvida esta relacionada a técnica de nado deste individuo.
Ao nadarmos de forma “errada” ou técnica não tão apurada, estamos forçando as nossas articulações, ligamentos, tendões, cartilagens e ossos a “dar um jeito” de se adaptar e seguir em frente.

Neste momento começamos a criar situações que a médio e longo prazo nos trarão problemas, desconforto, dores e se não dermos a devida atenção podemos caminhar para uma cirurgia e o resultado serão meses de recuperação e fisioterapia, mas ao retornarmos estaremos alimentando novamente este “monstro”… Nadar com uma boa técnica faz e sempre fará toda diferença!!!!!

Mas com uma boa técnica de nado, posso usar sem problema?!

Sim e não…

– Caramba Indiani… sempre esse “papinho” de sim e não!
– Calma que já te explico!

Palmares geralmente tem a função de criar maior resistência durante as braçadas e assim lhe garantir um ganho de força mais específico e assim contribuir nos treinos…

De que forma podemos otimizar este uso?!

Se Você treina todos os dias (2a. a 6a. ou Sábado), minha recomendação é de que utilize entre 3 e 4x na semana com uma distância que não ultrapasse 30% do treino em uma fase de Base/Acumulação (início de temporada), em uma fase seguinte mais especifica dependendo do dia, da programação e objetivo pode-se chegar até a 50% do treino entre 2 e 3x por semana, e particularmente em véspera de competição gosto de utilizar todos os dias com distâncias e séries mais curtas (máximo 10% do total).

Claro que com os canais digitais, temos acesso a vários videos de Atletas de alto nível fazendo coisas extraordinárias…

Nadadores fazendo “tiros” com Palmares do tamanho de tampas de vaso sanitário, com pé de patos e três ou mais paraquedas utilizados nos ônibus espaciais…

PARA TUDO!!!!!!!!!!

O “vídeo” acima citado é apenas para ilustrar e nem adianta procurar no “canal” pois já foi retirado!!!!!

A dica que dou, pois sempre foi a que funcionou comigo é a que humildemente repasso pra Vocês é de que “o menos sempre pode ser mais” se feito com parcimônia e bom senso…
Procure por feedbacks constantes da sua técnica de nado;
Procure um Profissional que lhe dê feedbacks constantes;
Trabalhem com os PALMARES de forma progressiva em 1) Tamanho; 2) Distâncias nadadas nos treinos; 3) Vezes na semana; 4) Intensidade das séries; 5) Objetivo do uso a-Ganho de força específica b-Trabalho técnico com menor resistência.

Espero ter ajudado, e se tiverem algum questionamento e experiencias para compartilhar é sempre um grande prazer…

Natação é o meu combustível, vamos conversar mais sobre algo que nos une, “A paixão pela água”…
Um forte e molhado abraço,
Indiani

Alexandre Indiani
#ENCONTRO NACIONAL de TÉCNICOS
#MORMAII NATAÇÃO e WETSUIT
Skype a.s.indiani BRA +55 11 98198-0088 / USA +1 904-525 0644