Nadadores Humanos, Amadores e Profissionais

Boas…

Aquela boa e velha pergunta, mas que sempre vale ser feita: JÁ ABASTECEU SEU CORPO E MENTE COM UMA NADADA?!?!

Acabamos de nos reunir no Encontro de Técnicos e Profissionais ligados a Natação, e o que mais foi falado, discutido e debatido além da BASE foi exatamente a conjunção do Humanismo e Profissionalismo…

Posso dizer que depois de 13 anos consegui assistir pelo menos 75% de todas as palestras. Resolvi me dar este presente como um dos organizadores do evento e confesso que não poderia ter ganho um presente melhor neste ano.
Emoção total, Amigos e Irmãos que vem da Natação me ensinaram um pouco mais e isso não tem preço, mas um valor inimaginável…

Quando falamos de esporte, sempre dizemos do AMADOR e PROFISSIONAL como se houvesse um abismo brutal entre os dois; como se estivéssemos falando de dois mundos, de coisas antagônicas e como seria definir duas linhas paralelas; sim aquelas que NUNCA se cruzam…
Lembram desta definição?!

Pois bem; bem antes do final já havia me dado conta de que esta definição sobre PARALELO já não existia mais…

Para que possamos nos situar sobre Amador e Profissional, procurei as definições:

AMADOR
adjectivo e substantivo masculino
1. Que ou o que ama; que ou o que gosta muito de algo ou de alguém. = AMANTE, APRECIADOR
2. Que ou aquele que, por gosto e não por profissão, exerce qualquer ofício ou arte.
3. Que ou o que revela inexperiência em algum assunto ou actividade.
adjectivo
4. Que é praticado ou exercido por gosto e não profissionalmente (ex.: desporto amador; teatro amador).
“amador”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/amador [consultado em 21-03-2018].

PROFISSIONAL
pro·fis·si·o·nal
(profissão, na forma profession-, + -al)
adjectivo de dois géneros
1. Que se relaciona com uma dada profissão (ex.: sindicato profissional, ensino profissional).
substantivo de dois géneros
2. Pessoa que faz uma coisa por ofício (ex.: profissionais do futebol). ≠ AMADOR
adjectivo de dois géneros e substantivo de dois géneros
3. Que ou quem revela profissionalismo. ≠ ANTIPROFISSIONAL
Se me apegar apenas as definições, posso dizer que um Profissional não AMA o que faz, e que um Amador nunca fará nada tão bem quanto ou de forma PROFISSIONAL…

Durante o Encontro, apenas reforcei a minha teoria sobre como o “HUMANISMO” traz ao Profissionalismo algo que por tempos esteve hibernando, e que neste dado momento/período é o “tempero” que estava faltando num momento tão caótico e perdido, que não só o esporte mas também como os seus praticantes (Profissionais ou não) estejam atolados e afogados no compromisso mecânico e robótico de um gesto motor perfeito e por que não dizer profissional no sentido literal da palavra.

Por que não solicitar aos nossos “Profissionais”, a realização periódica de “conversas” ou como se trata de Profissionalismo, de “clinicas” com as crianças deste time/grupo/clube que são a BASE e futuramente os AGENTES TRANSFORMADORES deste caótico cenário que estamos enterrados até a alma?!

Se queremos o Profissional “COMPLETO”, o lado Humano deve e tem que estar associado e não dissociado desta cadeia de valores…

Aliás, a palavra VALORES está muito em uso atualmente mas talvez sendo utilizada de forma equivocada…

O valor de um Profissional/Humano deveria ser “cobrado” em doação de tempo para como os Humaninhos que os cercam, e não em apenas um simples cheque ou depósito que irá cair na sua conta após uma série de palavras previamente estudadas e decoradas. O Esporte tem como premissa ensinar coisas que em nenhuma Escola, Faculdade ou Universidade jamais se aprenderá…

Ganhar, perder, frustração, extrema ansiedade, errar, acertar, comprometimento extremo, dedicação, entre outros pontos que a Fisica, Geografia, Biologia, Português, Matemática entre outras tantas matérias não vão conseguir te proporcionar…

Para ser um ATLETA PROFISSIONAL, deveria incluir em seu “vasto” contrato uma clausula onde estes Humanos tivessem aulas sobre cidadania e a obrigatoriedade de falar, conversar e ensinar aos “menores” o quão valioso e prazeroso é estar fazendo parte de um Time.
Falar sobre a importância do Esporte, sobre a importância de se conciliar Educação e Esporte, da importância de manter estes dois pilares sempre firmes…

Vi em uma das palestras, o SESI falar sobre a “PEDAGOGIA DO EXEMPLO” e a importância de manter o envolvimento dos Profissionais nos eventos sociais dos “menores”. Das aparições periódicas para conversar e incentivar os mesmos…
Com atitudes assim, é que vamos ensinar aos futuros “Profissionais” a importância da troca, do bom exemplo, e o mais importante: do valor que TODOS temos em TODAS as conquistas de uma EQUIPE!

O valor de tudo e de todos que transcende uma medalha ou uma colocação!

Ensinar as inúmeras possibilidades de se transferir experiencias vividas no esporte para a vida e o mundo real…

Seja um PROFISSIONAL e eduque os ATLETAS PROFISSIONAIS…
Eles também tem a magia de transformar, basta uma boa orientação…

Amo o Esporte, pratiquei Esporte, e me orgulho de Viver dele!
Seja PROFISSIONAL e ajude a HUMANIZAR os que podem e querem TRANSFORMAR…

Uma bela Quinta-feira, e uma excelente nadada, pedalada, caminhada, escalada ou qualquer outra “ADA” que de forma profissional ou não lhe traga prazer…

Abraço forte e molhado,
Indiani

 

Alexandre Indiani
#ENCONTRO NACIONAL de TÉCNICOS
#MORMAII NATAÇÃO e WETSUIT
Skype a.s.indiani / Whatsaap +1 904-525 0644