Maltratando o meio líquido

Boas…

Comecei a utilizar essa expressão bem no inicio da minha carreira como Treinador… Trinta anos depois me peguei dando uma aula sobre o significado de “MALTRATANDO O MEIO LIQUIDO”.

Gosto de assistir Natação de várias formas e também nos diferentes níveis.

Ao longo da minha carreira como Atleta e posteriormente como Treinador sempre tive o prazer de ser presenteado com nados bem técnicos e eficientes, mas na contrapartida também já vi muitas coisas que me deixaram bem triste.

Durante as competições pra mim não existe melhor momento para observar do que o antes, o durante e o depois dos aquecimentos… Muita gente junto, muita gente nadando e em alguns casos muitos “MALTRATANDO O MEIO LÍQUIDO”.

Uso este termo para infelizmente identificar aqueles que além de “espancar” a H2O tem apresentam uma técnica bem carente de refinamento.

Como Professor e Treinador fico envergonhado quando tenho alguém nadando neste “conceito”.

O que geralmente eu faço para minimizar esta “sangria”:
1) Peço que “escutem” os sons produzidos durante a sua Natação, e sempre relaciono o “silêncio” com a boa técnica; o “barulho” excessivo geralmente esta associado à uma técnica ruim ou ineficiente.
2) Nos nados Crawl e Costas, quanto mais afastados os membros (braços e pernas) estão do tronco pior está a sua técnica. Cuidado para não nadar muito “encolhido”; sempre tente um meio termo e sinta/perceba como Você esta se deslocando… Prime pelo CONFORTO/EFICIÊNCIA e fuja do SOFRIMENTO.
3) Nos nados Peito e Borboleta, no meu humilde ponto de vista a técnica pode vir depois que a pessoas encontrar o “TEMPO” certo da conexão entre os braços, as pernas e a respiração… Feito isso, a parte técnica fica muito mais tranquila de ser desenvolvida.
4) Ao sentir-se deslocando de forma mais prazeroso/eficiente, procure marcar seu tempo na distância nadada em conjunto com o esforço depreendido para realizar aquela tarefa.
5) Relembre alguns tópicos da FÍSICA tais como: ALAVANCAS e VETORES, VELOCIDADE e DESLOCAMENTO, RESISTÊNCIA e FORÇA. Com certeza Você terá uma percepção completamente diferente na H2O; se no caso for um Professor ou Treinador, acredito que sua criatividade para criar exemplos e exercícios relacionados aos fatos do dia a dia lhe garantirá mais êxito.
6) Filme ou filme-se para observar pontos importantes a serem acertados. Os “VISUAIS” sentisse-ão nas nuvens. Recurso simples e muito eficaz.

Com essas pequenas “dicas” acredito que sua Natação terá uma boa evolução, além do aumento de prazer na prática da modalidade.

Esta semana disse para as Crianças que oriento:
– Pessoal! Me desculpem, mas acho muito difícil alguém que nade com uma técnica ruim sentir algum prazer em fazer Natação… Garanto para Vocês que “nadar bem”, “nadar fácil” é muito mais legal e gostoso do que “maltratando o meio líquido”, além disso garanto também que a H2O também vai “revidar” se Vocês a maltratarem.

Hoje tenho plena consciência que nado tecnicamente muito melhor do que quando era Atleta, e garanto que desde as minhas Professoras e Professores, Treinadora e Treinadores sempre fui muito bem orientado na parte técnica.

“ESCUTEM-SE” mais, ouçam mais seus próprios “ruídos” durante os treinos e coloquem a FÍSICA em pratica; com isso tudo irá melhorar.

Um forte e quente abraço(pois o frio veio pesado esta semana), e ótimos treinos,
Indiani

Alexandre Indiani
#ENCONTRO NACIONAL de TÉCNICOS
#MORMAII NATAÇÃO e WETSUIT
Skype a.s.indiani BRA +55 11 98198-0088 / USA +1 904-525 0644